Modacad - Blog para confecções estilistas e modelistas | BlogModacad

Ver tecidos em modelos | Moldes de roupas | Pesquisa de moda - Modacad

Digital x Presencial - Os novos rumos dos eventos de moda

O mundo está mudando, estamos passando por momentos de reflexão e de intensas transformações nos nossos estilos de vida. E a história não seria diferente com a cadeia produtiva e de consumo da moda. Se analisarmos a relação da cadeia produtiva com o mercado, o primeiro ponto a ser considerado são as semanas de moda.

Quem é do setor sabe que as Semanas de Moda são eventos para lançamento dos produtos no mercado, onde os criadores e a indústria de vestuário, de calçados, acessórios e joalharia apresentam seus lançamentos e conceitos nos desfiles.

"Eventos simultâneos, paralelos a estes desfiles das semanas de moda, trabalham nas vendas e negociações dos produtos lançados para distribuidores de atacado e varejo. Negociam a produção de indústrias de todos os portes e de todos os tipos de produto do setor, além da comercialização das coleções destas grifes consagradas, que produzem estes desfiles com visibilidade mundial.

Resumindo, uma semana de moda vai além do show dos desfiles. Um evento desta magnitude movimenta um mercado de importância crucial para a economia destes países, com impacto direto em todos os outros países envolvidos em sua cadeia produtiva e em todos os outros países que fazem parte do seu mercado consumidor."

Telma Barcellos

As quatro principais semanas de moda do mundo são as de Paris, Nova Iorque, Milão e Londres. Aqui no Brasil já conquistamos visibilidade mundial para a moda brasileira com a São Paulo Fashion Week.

Em Minas Gerais é realizado um dos maiores eventos de moda do país, o Minas Trend Preview. Esta semana de moda tem um salão de negócios que já faz parte do calendário do setor para compradores de vários países do mundo.
.

blogModacad-MinasTrend-Abril-2019 Lívia Monteiro no Minas Trend Primavera Verão 2019 (Foto do acervo pessoal)

.
Concluindo, a importância destas semanas de moda para o setor é muito grande. Soma-se a isso a importância do setor de moda e vestuário na economia global, que se comparada à economia dos países, estaria entre as mais fortes economias do mundo, segundo o estudo “The State of Fashion” feito pela McKinsey, em conjunto com o Business of Fashion (BoF).

Só que eventos dessa magnitude tem um custo ambiental muito grande. Segundo o jornal Valor Econômico, indústria da moda já é responsável por 8% a 10% das emissões globais de gases-estufa. Esse volume de emissão é maior do que a emissão da aviação e transporte marítimo juntos.

Agora imagina só o volume da mobilização destes dois tipos de transporte por todos os envolvidos nestas semanas de moda! Os custos ambientais destes eventos já acrescem exponencialmente a conta ambiental da indústria da moda, mesmo sem considerar muitos outros fatores. Com pelo menos duas edições anuais, acontecem muitas semanas de moda ao redor do mundo.

Por estes fatores, a busca por novos meios de realizar estes eventos, para minimizar tantos impactos, já é uma pauta inadiável. Agora, diante da pandemia do corona vírus, esta pauta se tornou uma emergência, com o prazo esgotado.

As soluções serão criadas, implementadas e avaliadas simultaneamente. O que podemos esperar de tudo isso?

A pandemia mundial que teve seu início no mundo entre novembro e dezembro de 2019, aqui no Brasil provocou o início do isolamento social apenas a partir de 11 de março de 2020.

O fato é que com pequenas diferenças entre datas e regiões, esta pandemia suspendeu as semanas de moda e demais eventos de divulgação e comercialização do setor no mudo todo.

A saída imediata foi adiar as principais semanas de moda, para os organizadores editarem estes eventos em formatos digitais. É importante lembrar que, mesmo que os eventos digitais tenham bons resultados na divulgação e comercialização dos lançamentos de produtos, as consequências das alterações no calendário do setor este ano são difíceis de prever e de avaliar seus prejuízos.

Entre os poucos fatores positivos deste desafio está o fato de que muitas marcas já haviam começado a investir em um processo comercial omnichannel. É um processo que usa múltiplos canais de relacionamento com o cliente, que podemos definir como um processo híbrido entre o digital e o presencial.

Quem saiu na frente tem agora a vantagem da experiência com a interface digital. Isto pode ser crucial para usar com criatividade mais efetiva estes canais de interatividade com o mercado e com os clientes, de forma a minimizar os prejuizos para o seu próprio negócio e ajudar a abrir o caminho para minimizar os danos para a economia do setor.
.

blogModacad-desfile-de-moda-registro-celular O mundo da moda já caminhava para uma era digital antes mesmo da pandemia (Crédito:webphotographeer)

.
A imposição do isolamento social cria um ambiente propício para inclusão em pouco tempo de um número inimaginável de pessoas no ambiente digital. Resistências culturais difíceis de serem quebradas em um curto prazo, agora se desfazem diante da necessidade inadiável de aprender a usar estes novos meios para se comunicar e se informar.

Todo este cenário nos leva à grande questão. Como fazer com que os eventos digitais sejam tão glamourosos e efetivos para os negócios como as semanas de moda? Como uma marca pode se destacar apresentando suas coleções nestas novas mídias?
.

blogModacad-desfile-de-moda1 Os desfiles de moda tradicionais sempre tão disputados agora vão ter um novo formato com a nova era digital (Fonte: Crédito:LeoPatrizi)

.

“Uma parte deste desafio tem sua resposta nas novas tecnologias que permitem a comunicação interativa em escala sempre crescente. Mas acredito que o que vai fazer a diferença na criação de eventos profissionais efetivos com estas mídias, vai ser a capacidade de criar uma comunicação interativa inovadora entre as partes envolvidas em qualquer transação.

Não basta mais ouvir e falar de forma personalizada com a sua audência. Vai se destacar neste jogo quem souber criar experiências sensoriais quase tão ricas quanto as presenciais e mais, quem souber responder, em tempo real, às reações únicas que cada interlocutor manifestar.”

Telma Barcellos

Quais são as respostas da tecnologia pra estes desafios?

Vamos falar agora de alguns meios (mídias) que tornam possível o acesso ágil e simultâneo, a um público enorme, espalhado por todos os lugares do mundo, a conteúdos grandes e complexos.

O Streaming é uma forma de transmissão instantânea de dados de áudio e vídeo através de uma plataforma digital.

Por meio deste serviço é possível assistir a filmes, vídeos e escutar música sem a necessidade de fazer download, o que torna mais rápido o acesso ao conteúdo online e não ocupa espaço nos dispositivos dos usuários.

Além de não ocupar espaço nos dispositivos de quem acessa o conteúdo, permite e divulgação de conteúdos ao vivo, de longa duração, simultaneamente em diferentes lugares, portanto, de eventos que precisam de um volume de transmissão de dados difícil de calcular.

Algumas plataformas interativas como por exemplo Youtube, Facebook e Instagram também permitem a realização de transmissões de vídeos ao vivo.

Outras plataformas, especifícas para realizar eventos e reuniões online como o Hangout, hoje permitem que as lives tenham um número cada vez maior de participantes.

Novas ferramentas como o Zoom, permitem reunir uma centena de participantes em uma live, interagindo em tempo real.

E as opções não param por aí.
.

SFR2020_DIGITAL-capaeventoFB Material de divulgação da Semana Fashion Revolution Digital (Fonte: Divulgação)

.

“Recentemente tive a oportunidade de experimentar essa forma de realizar eventos com a Semana Fashion Revolution Digital. Entre 20 e 26 de abril foram organizadas lives via Instagram e Zoom com temas variados dentro do universo da moda ética e sustentável.

Em 7 dias foram mais de 100 livestreams, além das campanhas de interação online que tiveram uma ótima adesão e participação do público. A interação foi muito maior que nos eventos presenciais realizados nos anos anteriores, justamente pela ampliação do acesso. Neste formato, a informação foi até o público e não o contrário.”

Lívia Monteiro
.

blogModacad-Shangai-Fashion-Week Transmissões ao vivo feitas pela plataforma da Shangai Fashion Week permitiam que os espectadores comprassem as peças exibidas nos desfiles (Fonte: Youtube)

.
Além dos eventos de conteúdo, as plataformas de streaming são muito usadas para transmitir desfiles das semanas de moda. Esse ano elas tiveram muito destaque com a Shangai Fashion Week em março, que realizou a primeira semana de moda 100% digital.

Seguindo os mesmos passos, a London Fashion Week anunciou que irá promover em junho, a sua semana de moda digital. Um dos destaques do anúncio é que os desfiles e lançamentos da LFW, geralmente separados em gêneros masculino e feminino, dessa vez não terão um gênero dominante.

A London Fashion Week será transmitida pelo londonfashionweek.co.uk e essa plataforma digital será destinada tanto à compradores quanto ao consumidor final.

A ideia é apresentar desfiles, entrevistas, podcasts, diários dos designers, seminários e showrooms. Assim o evento amplia sua oferta de conteúdo e envolve ainda mais os profissionais, consumidores e fãs de moda.
.

blogModacad-semana-de-moda-de-Londres Registro da London Fashion Week de 2013 (Crédito:Anatoleya iStok)

.
Os desfiles presenciais não estão descartados, a London Fashion Week ainda pretende realizar o evento de setembro de 2020 no formato presencial também.

Porém a cadeia produtiva da moda está se reinventando e entendendo que é possível realizar ações a um custo menor e com a capacidade de alcance muito maior.

Em Shangai alguns estilistas compartilharam suas inspirações com os fãs em tempo real, usando o formato see now buy now, permitindo ao público comprar peças da passarela com seus telefones. O objetivo da interação era deixar a experiência do cliente ainda mais rica.

De qualquer forma, observando o desempenho da Shangai Fashion Week ainda existem muitas adaptações e melhorias a serem feitas. Entre as reclamações recebidas pelo evento, estava a qualidade das livestreams não ser boa o suficiente para transmitir todas as informações necessárias aos profissionais e principalmente, aos compradores.

Além das diversas falhas técnicas de transmissão, cortes e atrasos entre som e imagem, mostrando que existem muitos pontos a serem melhorados, o principal ponto a considerar é que... Sim! É possível fazer uma semana de moda digital com um desempenho capaz de cumprir todas as atividades do setor.
.

blogModacad-desfile-de-moda3-1 Desfiles de moda já são transmitidos pela internet a algum tempo e em 2020 talvez essa seja a única forma de serem exibidos (Fonte:Imagem de Ahmad Ardity por Pixabay)

.
Tudo isso nos leva a crer que o setor da moda precisa enxergar melhor esta oportunidade de mudar, colaborar e inovar. A moda vai além de ser apenas vestuário, glamour e status social, ela é também uma ferramenta de influência que atinge toda a sociedade, atingindo a identidade e a cultura de cada indivíduo.

Antes mesmo deste cenário de pandemia mundial, com isolamento social, em um texto publicado pela co-fundadora do movimento Fashion Revolution, Orsola de Castro afirma que há uma nova perspectiva para as semanas de moda.

“A transformação radical implica que todos temos que trabalhar juntos para fazer alterações. Isso inclui colaboração multidisciplinar e multiplataforma entre todas as principais semanas internacionais de moda do mundo para evitar duplicação, reduzir viagens e minimizar seu impacto coletivo e oneroso, além de observar as semanas de moda locais menores com uma nova perspectiva. A melhor opção é urgentemente redesenhá-las e atualizá-las para se tornarem o que a moda precisa ser e a moda precisa ser ética e sustentável”.

Orsola de Castro

A moda nunca esteve tão envolvida em questões políticas, sociais e ambientais. Em um universo em que o glamour e a ostentação eram tão gritantes, a consciência social e ambiental começou a criar raízes e elas tem se mostrado cada vez mais fortes. Os consumidores de moda mudaram seus conceitos.

"As exigências dos consumidores em relação às marcas agora envolvem mais do que a criatividade e a beleza das roupas. Os valores éticos da empresa, a prática responsável com a cadeia produtiva e com o meio ambiente agora fazem parte do que atrai e fideliza os clientes de uma grife espalhados pelo mundo todo.

Esta mudança de mentalidade não é mais regional ou cultural. É uma atitude social vinculada ao amadurecimento das gerações que nasceram em um mundo que já convive com os impactos da destruição ambiental "

Telma Barcellos

Por tudo isso, a moda tem o poder de abrir o caminho para uma nova mentalidade de consumo e comportamento alinhada com a sustentabilidade e a responsabilidade social e ambiental.

Neste sentido, esta pandemia do corona vírus, com todo o seu risco de vida à população mundial, com suas graves consequências à economia de todos os países, traz no enorme desafio de nos reinventar, a oportunidade de descobrir os caminhos contidos em todo tipo de inovação.

Gostou deste post sobre "Digital x Presencial - Os novos rumos dos eventos de moda"?

Faça parte do nosso trabalho e deixe um comentário para nos mostrar como podemos melhorar. Compartilhe nosso post e ajude a divulgar o blogModacad.

Aproveite também para acessar o Modacad App e conhecer nossos modelos com moldes para o corte e costura. Faça mais! Experimente tecidos nos modelos para fazer suas criações.
O acesso é gratuito e ilimitado!

Acompanhe também nossas redes sociais no Instagram, Linkedin, Facebook, Pinterest e canalModacadYoutube

Author image
Lívia é a pesquisadora e roteirista da dupla. Telma é a redatora e curadora dos temas.