O tecido xadrez e seus diferentes padrões

O tecido Xadrez é uma tradição na moda. No post do blog vamos contar a história de como ele surgiu e de seus diversos padrões. Vem com a gente!

O tecido xadrez e seus diferentes padrões
(Foto de capa: Criador: Massonstock | Crédito: Getty Images/iStockphoto)

A História do xadrez

A história do tecido xadrez tem registros na idade do Ferro entre 700 e 50 a.c. no norte da Europa. Foram encontrados nos pântanos da Alemanha e Dinamarca vestígios de tecidos xadrez que datavam desta época. As roupas pertenciam ao povo Celta e a criação das primeiras padronagens xadrez é atribuída a eles.

Lívia Monteiro

A história do xadrez na Europa tem sua continuidade nas regiões nórdicas, com registros mais evidentes datados no século XVII. Nesta época o tecido de lã tartan, de trama fechada e gramatura leve, começa a ser tecido com fios coloridos, dispostos na trama e urdume de forma a compor padrões de xadrez. O tartan era o tecido usado como proteção contra o frio mais disseminado nas terras altas, que hoje reconhecemos como o gelado país da Escócia.

Durante muitos séculos, terras que hoje reconhecemos como países instituídos eram territórios divididos em centenas de terras autônomas, às vezes chamadas de protetorados, porque senhores de terra se agregavam a estas comunidades em busca de proteção. Estes protetorados eram identificados pelo nome do senhor de terras considerado como "Chief", por ter o maior poder de proteção e união a oferecer ao grupo. Como além dos integrantes da família, novos membros juravam fidelidade ao grupo, eles são identificados como clãs.
.

iStock-172944031 Modelo de Kilt, traje típico escoces (Crédito:JonnyJim/iStock)

.
Cada clã levava o nome da família do Chief, mas com o crescimento do número e do tamanho dos protetorados, novas maneiras de identificar estas comunidades em meio a conflitos e negociações foram se configurando. Além dos brasões das famílias, o xadrez dos kilts foi uma das mais fortes delas.

O kilt é uma peça tradicional do vestuário masculino escocês, portanto presente dos campos de batalha, à vida cotidiana e todas as festividades daquelas culturas. Em uma de suas formas mais recentes, o kilt é uma saia envelope, feita com um tecido inteiro, sem cortes laterais, pregueado só nas costas e o comprimento varia em torno da altura do joelho. Em uma de suas formas mais primitivas é um tecido de até 7 metros de comprimento, enrolado na cintura, preso em um dos ombros e com um cinto.

Para identificar o seu clã, os protetorados teciam o tartan com um xadrez de criação própria. Os padrões de xadrez dos clãs mais fortes historicamente falando, ainda existem até hoje.

O xadrez Tartan na moda no sec XXI

.
O verão de 2017 trouxe para as passarelas e para as ruas variados padrões de xadrez tartan. Tecidos nas cores tradicionais dos padrões de cada clã e também coloridos com novas cores, criando efeitos inusitados, com mais leveza e frescor.
.

Wemyss_tartan_-Vestiarium_Scoticum- Xadrez Tartan (Crédito: Wikimedia Commons)

.
Esta releitura criativa levou para o verão padrões de xadrez fortemente identificados com o inverno, mudando a essência de uma tradição tão antiga. A partir daquele verão, o xadrez tartan tem seu espaço no mundo da moda e decoração ampliado para sempre. Agora pode estar presente em roupas e ambientes em países de todos os climas, das mais variadas culturas.
.

O xadrez em outras culturas

Pied de Poule

.
Este xadrez é uma forma de variação do entrelaçamento do tecido de lã “príncipe de Gales” inglês, feito na França, originalmente em preto e branco, no século XIX. Recriando o entrelaçamento dos fios da trama e do urdume, criaram um desenho “em gancho” e o formato das pontas dos quadros lembrava os pés de uma ave. Por isso o nome “Pie de Pule, pé de ave em francês.
.

Vichy_Gewebe-1 Xadrez Pied de Poule (Credito: Autor Madame/Wikimedia Commons)

.

Mesmo não sendo a criadora do Pied de Poule, a estilista Coco Chanel tem uma relação muito importante com a padronagem. Como já sabemos, Chanel trazia para o vestuário feminino diversas peças e referências originalmente masculinas e a padronagem Pied de Poule é uma delas. Mais tarde, nos anos 40, Christian Dior também apostou no padrão para peças femininas e o incorporou o pie de pule no New Look.

Lívia Monteiro

Príncipe de Gales - Glen Check

.
Tecido originalmente em lã, este tecido de origem inglesa é hoje produzido também com outras fibras. Com ligamento sarja, sua originalidade são os padrões de xadrez elegantes por suas cores sóbrias e desenhos discretos. A estrutura da sarja possui amarrações cruzadas, assim o tecido fica com vincos diagonais. A trama torna o tecido mais resistente e proporciona uma certa elasticidade.
.

iStock-1226182505 Xadrez Principe de Gales (Crédito:ZillaDigital/iStock)

.

Também conhecido como Glen Check, a padronagem xadrez de Príncipe de Gales é marcada pela seleção de cores clássicas, apresentada com riscas irregulares e muitas vezes quase imperceptíveis. É um tecido fortemente identificado com a alfaiataria.

A grife Balenciaga foi uma das responsáveis pela volta do padrão Glen Check às passarelas e às ruas. O Estilista russo Demma Gvasalia apresentou diversos modelos em Glen Check nos desfiles de 2016, quando assumiu a diretoria criativa da grife. Ele ditou tendências e o Glen Check ganhou espaço nas coleções no outono seguinte de grifes como Ralph Lauren e Stella Mccartney

Lívia Monteiro

Burberry

.

iStock-156802503 Xadrez Burberry (Crédito:posterized/iStock)

.
.
A criação do padrão xadrez Burberry se confunde com a criação do Gabardine, tecido respirável e impermeável, criado para modernizar a confecção de casacos. Seu criador Thomas Burberry também criou o casaco Tielocken (1912) e seu sucessor o Trench coat (1914), usado até hoje ao redor do mundo. Só na Inglaterra a Burberry é responsável pela confecção de 1 em cada 5 casacos em uso.

O padrão xadrez Burberry, inicialmente criado para estampar os forros dos casacos da grife, foi registrado como marca comercial em 1920. Hoje este xadrez está entre os mais conhecidos do mundo.
.

Marca registrada da grife de luxo Burberry, a padronagem xadrez era usada apenas nos forros dos produtos. Atualmente ela foi aplicada em camisas, bolsas, sapatos, cachecóis e até mesmo nos tênis. O padrão que conquistou diversas celebridades e ganhou o mundo da moda é facilmente identificado. As características são o fundo bege, com linhas vermelhas, pretas e brancas.

Lívia Monteiro

Vichy

.

.
Criado em 1959 na França, este padrão de xadrez tem sua originalidade na justaposição de quadrados. Inicialmente tecido com fios tintos em apenas duas cores, sua trama e urdume compõem quadrados de cada uma das cores, intercalados com os quadrados das duas cores de fios misturadas. É um xadrez de imagem simples e definida, que pode ser tecido dos tamanhos muito pequenos, aos tamanhos muito grandes.
.
tartan-digital-paper-5102662_640 Xadrez Vichy (Image par Please Don't sell My Artwork AS IS de Pixabay)
.

A padronagem Vichy foi muito usada pelas pinups, mas foi eternizada nos looks de Brigitte Bardot. Ela usou um vestido com essa padronagem para o seu casamento.

Inicialmente composta apenas por duas cores, foi ganhando composições mais coloridas com o passar dos anos e da evolução da moda.

Lívia Monteiro

Buffalo Check

.

iStock-1129788766 Xadrez Buffalo Check (Crédito:ZillaDigital/iStock)

.
O xadrez Buffalo Check segue a mesma padronagem do xadrez Vichy. Porém, em tons bastante diferentes. O Buffalo Check mistura tons mais escuros e fortes como vermelho e preto.
.

Argyle

.

iStock-958037718 Xadrez Argyle (Crédito:Anya D/iStock)

.
É o xadrez reconhecido pelas formas de losango, uma padronagem proveniente de região de Argyll, no oeste da Escócia. Muito usado em suéteres, meias-calças, coletes e cardigãs.
.

Madras

.

iStock-962604392 Xadrez Madras (Crédito:Anya D/iStock)

.
Este padrão xadrez leva o nome da cidade onde ele surgiu, Madras, na Índia. Algumas de suas características são o desenho irregular, com listras horizontais e verticais de diversas espessuras e cores vibrantes. No século XIX seu uso foi muito comum em lenços e xales.

Gostou deste post "O tecido xadrez e seus diferentes padrões"?

Aproveite também para acessar o Modacad.app e conhecer nossos modelos com moldes para o corte e costura. Faça mais! Experimente na tela do app suas amostras de tecidos nos modelos para fazer suas criações. É só fazer o upload das imagens para começar a trabalhar.

O acesso ao Modacad.app é gratuito e ilimitado!

Faça parte do nosso trabalho e compartilhe nosso post ajudando a divulgar o blogModacad.

Acompanhe também nossas redes sociais no Instagram, Linkedin, Facebook, Pinterest. e canalModacadYoutube.