Modacad - Blog para confecções estilistas e modelistas | BlogModacad

Ver tecidos em modelos | Moldes de roupas | Pesquisa de moda - Modacad

A História da Saia

A saia é uma das peças mais antigas do mundo. Apesar de ser considerada atualmente por várias culturas como uma peça feminina, a saia ou, o antepassado da saia, surgiu no período Mesolítico e era usada por homens e mulheres das cavernas para cobrir e proteger o corpo. As peças eram feitas com peles de animais amarradas à cintura.
.

blogmodacad-saia-homensdascavernas Os homens e mulheres das cavernas usavam peles de animais amarradas na cintura

.
O registro mais antigo da saia é uma escultura Suméria de 3000 a.c.. Muitas civilizações antigas além dos Sumérios fizeram uso da saia, como o Egito Antigo e o Império Romano. Em todas estas culturas as saias eram usadas por homens e mulheres, com pequenas distinções de gênero nos modelos.
.

blogmodacad-saia-escultura-sum-ria-saias Esculturas da civilização Suméria de 3000 a.c., algumas figuras usam saias

.
As vestimentas masculinas no Egito Antigo eram mais semelhantes às saias como as conhecemos hoje. A parte inferior das túnicas do Império Romano também era bem semelhante às saias como as conhecemos atualmente. Após a extinção destes impérios as gerações posteriores conservaram alguns aspectos culturais, incluindo as vestimentas.
.

blogmodacad-saia-egitoantigo As vestimentas masculinas no Antigo Egito eram mais parecidas com as saias contemporâneas. As femininas lembram mais nossos vestidos

.
Durante o período das invasões após a queda do império romano no sec IV, há registros de que as saias eram usadas pelos povos bárbaros. Também para eles, nessa época, roupas para homens e mulheres ainda não tinham grandes diferenças. No caso das saias a distinção de gênero era o comprimento, sendo as peças mais curtas usadas pelos homens e as mais compridas usadas pelas mulheres.
.

blogmodacad-saia-povos-barbaros Os trajes dos povos Bárbaros também eram compostos por saias

.
Só século XII a saia começou a ser considerada uma peça de uso mais feminino nas culturas ocidentais. Na Europa a saia começou a ser acompanhada por corpetes que acentuavam a cintura feminina. Os modelos também ganharam mais volume com pregas e franzidos, iniciando assim uma diferenciação mais clara entre a vestimenta de mulheres e homens nestas culturas. Algumas das antigas distinções de gênero se consevaram, como por exemplo, as roupas das mulheres continuarem a ser mais compridas que as roupas dos homens. A partir deste período, alguns modelos de saias e túnicas passaram a destacar ainda mais o comprimento longo feminino com as caudas.
.

blogModacad-saia-trajestipicos-do-per-odo-medieval Alguns dos trajes usados no Período Medieval as saias estavam presentes em diferentes formatos na moda feminina

.
Apesar da história da moda existir desde as primeiras criações de roupas, a moda como movimento estético surgiu na metade do século XIV nas culturas ocidentais, quando a forma de se vestir passou a ser usada mais claramente como forma de distinção social e de gênero.
.

blogModacad-saia-per-odo-de-1450-a-1500 As saias nos trajes vestidos pelas mulheres da nobreza durante o século XIV

.
As cores, os tipos de tecidos e os modelos das roupas diferenciavam os nobres dos plebeus. A nobreza vestia moda! Usava trajes com as novidades do momento, feitos com tecidos orientais, pedrarias e originalidades trazidas pelos mercadores de outras regiões do mundo. Enquanto a plebe usava roupas apenas como vestimenta, para cobrir e proteger o corpo. Não tinham recursos para usar tecidos requintados e coloridos e o design das peças se modificava apenas de acordo com a necessidade de durabilidade ou de funcionalidade para o trabalho. O poder aquisitivo e a reputação social que dava acesso a tecidos e aviamentos de qualidade eram inalcançáveis.

A estética da moda pede a descoberta de novos tecidos, pigmentos, aviamentos, peças para bordados e, é claro, a criação constante de novos modelos. Nesse contexto, do sec XIV em diante na Europa, novas peças de roupas são criadas em um volume crescente e passam a integrar o guarda roupa da nobreza. Entre elas está o espartilho, criado na Inglaterra, por volta do século XVI, inicialmente para dar suporte aos seios, o espartilho aos poucos vai sendo adotado em toda a Europa.
O curioso é que o espartilho só vem a ser usado para afinar a cintura mais de dois séculos depois, quando novos materiais de confecção tornam isso possível.
As saias amplas usadas com o espartilho bem ajustado à cintura, valorizam um aspecto da silhueta feminina íntimamente relacionado com atração sensual e beleza. Talvez por isso esta silhueta tenha sobrevivido a tantas mudanças de época e comportamento, mesmo que significasse o sacrifício do conforto e da mobilidade de muitas gerações de mulheres.

Telma Barcellos

blogmodacad-saia-panier A estrutura do Panier deixava as saias bem largas

.
Durante o século XVIII o espartilho foi conquistando mais espaço e as saias sobrepostas, usadas para gerar volume, foram substituídas pela armação chamada de panier. Essa estrutura sutentava a saia de tal forma que possibilitava um aumento do volume nunca antes usado. Em alguns modelos a saia chegava a ter até 2 metros de largura.
.

blogmodacad-saia-panier2 Modelos de saias com a estrutura de Panier

.

Sobre esta armação era colocada a anágua e sobre a anágua a saia, que podia ser aberta ou fechada (divisão criada pelos historiadores atuais). As saias abertas tinham uma abertura frontal que permitia a visualização da anágua, que nestes modelos era ricamente adornada. Enquanto as saias fechadas eram inteiriças. Os principais tecidos para confecção destas saias eram o veludo, o musseline, tecidos brocados e adamascados.
Wikipédia

.

blogmodacad-saia-cintura-imp-rio Cintura Império, o modelo que ganhou as ruas após a Revolução Francesa

.
Em 1789 após a vitória da burguesia na Revolução Francesa, os burgueses se inspiraram no estilo de vida de gregos e romanos antigos para construir sua "nova civilização". As mulheres deixaram de usar o espartilho, aderindo ao uso de roupas mais leves e esvoaçantes. A cintura passou a ser logo a baixo do busto, o que é hoje conhecido por cintura império. As saias desta época eram compridas e passavam a idéia de leveza.
.

blogModacad-saia-anos1820a1830 Os modelos com cintura fina e espartilho com saias volumosas x modelo Cintura Império

.
O espartilho volta a ser usado no início do século XIX, por volta do ano de 1820, pois a cintura fina volta a ser o padrão de beleza. As mulheres voltam a usar saias amplas, que acompanhadas do espartilho, dão a impressão de afinar ainda mais a cintura. 10 anos depois, em 1830, surgem novos modelos de saias como estas, porém mais curtas, na altura no tornozelo, e um pouco mais largas.
.

blogmodacad-saia-crinolina Modelos de saia com crinolina

.
Em torno de 1850 as saias voltam a aumentar ainda mais o volume e o comprimento. Isso foi possível por causa do surgimento da crinolina de armação, que substituiu as anáguas, armando os tecidos para os modelos volumosos. Antes, a armação das anáguas que dava forma às saias era feita de arames costurados em tecido. Além de difíceis de produzir e manter, estas anáguas eram mais rígidas, permitindo poucas variações nos formatos dos volumes e, é claro, poucas novidades nos modelos. Sem contar que seu uso era muito desconfortável.
.

blogmodacad-saia-crinolina2 As saias ficavam com diferentes formatos devido as estruturas da Crinolina

.
O uso da crinolina foi passando por transformações ao longo dos anos e na década de 1860 ela ficou mais comprida na parte de trás. Logo depois surgiu a anquinha, um tipo de armação colocada nas costas, abaixo da cintura, que aumentava a curvatura do quadril.
.

blogmodacad-saia-diferen-as-das-anquinhas A evolução dos formatos das anquinhas nas saias

.
Já na década seguinte, por volta de 1877 o volume das saias volta a diminuir, diminuindo também este destaque para a curva dos quadris. O formato era semelhante a um sino e esse modelo de saias permaneceu em uso até meados de 1910.

blogmodacad-saia-modanos-culoXIX Os modelos de saias semelhantes a sinos estiveram na moda até o início do Século XX

.
No século XX o estilista francês Paul Poiret criou a saia Hobles. Ela era tão apertada que as mulheres precisavam usar algo semelhante a cintos em seus joelhos para não estragar suas saias. Todo o figurino de Poiret era muito suntuoso, cheio de penas, pérolas, bordados, apliques e pedras.

blogModacad-saia--Saia-Hobles-de-Paul-Poiret-por-George-Barbier Modelo da Saia Hobles de Paul Poiret retratado em obra de George Barbier

.
Após a saia Hobles surgiram muitos outros tipos de saias, com formatos, comprimentos e modelos de estilos bem variados, acompanhando as tendências e contextos históricos de cada década do século XX até os tempos atuais.

No nosso próximo post vamos mergulhar um pouco mais nesse tema, continuando nossa viagem pela história da saia no século XX e início do sec XXI, para entendermos melhor o papel da saia na história da moda contemporânea.

Gostou deste post da história das saias? Deixe um comentário e compartilhe nosso post. Aproveite para acessar o Modacad App e conhecer nossos modelos com moldes para o corte e costura. São modelos com diferentes tamanhos, formatos e comprimentos para você experimentar e montar o seu mapa da coleção. Faça mais! Experimente tecidos nos modelos para fazer suas criações.
O acesso é gratuito e ilimitado!

Acompanhe também nossas redes sociais no Instagram, Linkedin, Facebook, Pinterest e canalModacadYoutube.

Author image
Apaixonada por viagens, moda e diversidade, procura aproveitar intensamente cada momento. Ativista Fair Fashion, publicitaria, blogueira na Modacad e Bonitonas e Representante Fashion Revolution BH.