Modacad - Blog para confecções estilistas e modelistas | BlogModacad

Ver tecidos em modelos | Moldes de roupas | Pesquisa de moda - Modacad

Tecidos antivirais e bactericidas - nanotecnologia na moda para a prevenção de doenças

A tradição têxtil de adotar novas tecnologias em tempo recorde, segue seu rumo a todo vapor e a prova disso é o aumento das pesquisas e projetos para a criação de tecidos, acessórios e calçados com funções que vão além do vestir.

Produtos têxteis de ótima qualidade, que oferecem conforto, durabilidade e design inovador, agora precisam oferecer também saúde e segurança, para atender às novas demandas do consumidor neste contexto de pandemia mundial.

Por causa disso, entre os produtos que estão recebendo mais investimento em pesquisa atualmente, podemos destacar os tecidos com função antiviral e antibacteriana, capazes também de prevenir doenças.

Que tecidos são estes? Como é possível que um tecido faça isso acontecer? Isso é possível aliando a nanotecnologia à produção têxtil.

blogModacad-tecidos-antivirais-nanotecnologia A nanotecnologia é uma das ferramentas de inovação na indústria têxtil. Crédito: Pobytov

.

Mas você pode estar se perguntando, o que é nanotecnologia?

.
É a tecnologia para manipular a matéria numa escala atômica e molecular. A unidade de medida da nanotecnologia é o nanômetro, que equivale a um bilionésimo de metro.

A manipulação da matéria em escala atômica traz a possibilidade de mudar as características de um material e também de criar novos materiais.

A escala atômica permite também atravessar tecidos e materiais com as moléculas manipuladas, como as partículas de um remédio por exemplo, que vão chegar às células doentes com incrível precisão.

De uma forma incompleta e resumida demais, a nanotecnologia permite revestir um tecido ou superfície com uma nova propriedade, provocando a interação entre as cargas das partículas subatômicas por exemplo.

Tentando visualizar esta ideia, seria como criar um novo comportamento no próprio tecido, adicionando átomos com as cargas exatas para provocar isso.

Basicamente, conseguir uma alteração sem adicionar uma outra matéria, sem aplicar um verniz por exemplo.

Complicado não é? E quanto mais complexo, maior o alcance deste universo subatômico. É tão vasto e promissor, que ainda em seus primórdios, esta tecnologia já causou mudanças muito importantes no mundo.

Começando pelos microprocessadores responsáveis pelo aumento vertiginoso do poder computacional de equipamentos cada vez menores, que no futuro poderão até existir em escala nano também. Sem falar na nanotecnologia aplicada à medicina.

As possibilidades de criação de novos produtos têxteis que a nanotecnologia pode tornar real é quase impossível de avaliar! E tudo isso já começou a acontecer bem antes desta pandemia começar.
.

blogModacad-nanomateriais-wordpress-com20160806nanotecnologia-em-tecidos Crédito: Olhar Digital

.
A nanotecnologia já é usada em tecidos tecnológicos antibacterianos e antivirais criados inicialmente para linhas esportivas e para roupas de EPI - Equipamento de Proteção Individual, das áreas da saúde e de todas as outras profissões de risco.

A evolução das pesquisas destas nanotecnologias, aplicadas na produção destes primeiros tecidos inteligentes, busca processos produtivos cada vez mais acessíveis a indústrias de todos os outros tecidos usados pelo mercado.

O resultado disso é que tecidos antibacterianos e antivirais já estão presentes em roupas que usamos no nosso dia a dia.
.

Pesquisamos algumas formas de produzir tecidos bactericidas e antivirais.

.
São dois os princípios básicos dos processos de nanotecnologia mais usados na indústria têxtil para a produção destes tecidos. A adição das nano partículas durante a extrusão das fibras sintéticas e a incorporação de nano partículas durante os processos de acabamento.

Em qualquer destes dois processos, são usadas nano partículas de materiais inorgânicos como por exemplo, cobre, zinco, cobalto, ouro e prata.

A prata é a mais usada pela indústria têxtil porque se destaca nas aplicações antimicrobianas, antibacterianas e antivirais. Ela é comprovadamente mais eficiente contra uma grande variedade de microrganismos.
.

blogModacad-tecido-antivirus-mascara Atualmente as máscaras se tornaram acessório indispensável no dia a dia das pessoas e muitas empresas estão usando tecido antiviral em sua fabricação. Crédito: ohne Titel

.
Na propriedade antiviral dos tecidos, as moléculas de prata atraem o vírus, se ligando aos grupos de enxofre presentes na superfície que envolve o vírus. Isso acontece porque estes dois tipos de moléculas têm cargas eletromagnéticas opostas. Este é o mesmo princípio que atrai os imãs por exemplo.

Esse processo inibe a persistência do vírus no tecido e também bloqueia sua ligação com as células hospedeiras das pessoas, impedindo que o vírus libere seu material genético no interior destas células.

Como o vírus depende de entrar em uma célula para se reproduzir e contaminar um organismo, com suas ligações bloqueadas, mesmo durante o tempo de sua persistência no tecido, as células hospedeiras ficam protegidas do seu poder de contágio.
.

blogModacad-tecidos-antivirais--uniformes Os tecidos com funções antiviral e antibacteriana são usados principalmente na produção de EPIs e uniformes. Fonte: Magussy Uniformes

.
Estudos sobre a nanotecnologia aplicada à moda registram que existem pesquisas e testes na indústria têxtil desde o final dos anos 90.

O artigo científico A Nanotecnologia Aplicada ao Produto de Moda: Criatividade e Multifuncionalidade publicado pelo Departamento de Engenharia Têxtil, do Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 2014, registra a prática de pesquisas e testes de nanotecnologia feitos pela indústria têxtil no mundo desde o final dos anos 90.

Segundo este artigo, um dos pioneiros mundiais no segmento de nanotecnologia aplicada à indústria têxtil foi o químico de polímeros da Universidade da Califórnia em Berkley, David Soane, fundador da empresa Nano-Tex em 1998. Soane foi um dos primeiros a usar nanotecnologia para conferir novas funções aos tecidos.

Aqui no Brasil, a pioneira na produção dos primeiros tecidos funcionais foi a Santista Têxtil, entre os anos de 2005 e 2006, conforme o site de Pesquisa da FAPESP. Tudo começou com o lançamento de dois tecidos com acabamento nano tecnológico.

Os tecidos foram produzidos para uniformes e EPIs, Equipamentos de Produção Individual. Foram os primeiros lançamentos da empresa com a etiqueta NanoComfort.

Essa é a etiqueta Santista é para identificar o uso da nanotecnologia e destacar as propriedades funcionais dos tecidos, entre muitas outras, as ações antimicrobianas, bactericidas e antivirais.
.
blogModacad-SantistaT-xtil-NanoComfrt-0ZHrWbROVps7Zimr9rJg-1

Fonte: Google

.
Em 2007, o Brasil é protagonista em outro pioneirismo nesta área. A nanotecnologia foi usada em pesquisas para a produção de tecidos antibacterianos e antivirais sem o uso de materiais inorgânicos como o cobre, o zinco, o cobalto, o ouro e a prata.

Pesquisadores da UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas e UMC - Universidade de Mogi das Cruzes, fizeram uma experiência com cultura de fungo, sal de prata e tecido de algodão. Os resultados constataram que era possível criar um tecido com função antibacteriana, sem o uso direto de materiais inorgânicos.

O objetivo amplo da pesquisa era encontrar formas de reduzir as possibilidades de infecção hospitalar e a produção deste tecido para confecção de uniformes e EPIs de uso hospitalar, não só para os profissionais, mas também para os pacientes, cumpre esta função, com os ganhos de usar um processo biológico ao invés de inorgânico.

Através da biotecnologia, os cientistas usaram o fungo Fusarium oxysporum para processar o nitrato de prata adicionado à cultura microbiológica.

Em entrevista para a Folha um dos pesquisadores responsáveis, Oswaldo Alves explica:

... o fungo consegue transformar a prata presente na cultura e produzir nano partículas desse metal, da ordem de 1,6 nanômetros (milionésimos de milímetros) de tamanho.

... o tecido de algodão impregnado pelas nano partículas foi colocado em teste contra a bactéria Staphylococcus aureus. O crescimento desse microrganismo não ocorreu no tecido preparado com a prata.

Esse caminho biotecnológico facilitou não apenas o processo de impregnação das nano partículas no tecido, como também mostrou uma significativa ação bactericida frente o microrganismo estudado".

.

blogModacad-tecidos-antivirais-laboratorio-textil Laboratórios têxteis - a tecnologia sempre uma poderosa aliada da moda. Crédito: danishkhan

.
Apesar de já existirem a muitos anos, as roupas com as funcionalidades antibacterianas e antivirais ganharam atenção especial agora com a pandemia causada pelo novo Coronavírus.

Neste contexto de isolamento social, estamos convivendo com o medo do contágio na nossa vida cotidiana. As pessoas sentem medo até de ir ao médico!

A demanda por mais proteção para enfrentar essa nova vida está presente em todos os produtos de consumo. E com a moda não seria diferente.

A necessidade de criar coleções de moda casual com essa funcionalidade se tornou real. Confeccionar modelos com tecidos antibacterianos e antivirais é uma resposta produtiva a esta demanda.

No entanto, é importante informar que tecidos antivirais não são um remédio, mas uma proteção, que conforme explicamos acima, age de duas formas.

Eliminando o vírus da superfície da roupa, o que reduz a oportunidade de contágio e também selando a membrana do vírus antes de ele conseguir infectar as celulas hospedeiras da pessoa.

O que antes era uma exigência para a confecção de EPIs, uniformes e roupas esportivas, agora se tornou uma qualidade essencial para linhas de roupas casuais com sucesso destacado nas vendas.
.

blogModacad-tecido-antivirus---J.Boggo-1-1 A marca J Boggo lançou uma coleção cápsula feita com tecido antiviral. Fonte: JBoggo

.
Há evidências de que o novo coronavírus pode permanecer em superfícies inanimadas por pelo menos dois dias em temperatura ambiente. Estas superfícies com certeza incluem as roupas com tecidos comuns.

Pensando nisso indústrias têxteis brasileiras lançaram novas linhas de tecidos com funções antivirais e algumas marcas de moda já lançaram suas coleções feitas com eles.

Preparamos uma seleção destas indústrias têxteis que já estão produzindo tecidos com funções antivirais e antibacterianas, para serem incluídas nas pesquisas de fornecedores dos nossos clientes.

Vamos apresenta-la no texto da próxima semana aqui no blogModacad, Tecelagens brasileiras e seus tecidos antivirais e antibacterianos já lançados no mercado. Não perca!

Gostou deste post sobre "Tecidos bactericidas e antivirais - como a nanotecnologia aplicada a moda ajuda na prevenção de doenças"?

Leia também os artigos Variedades e usos dos tecidos tecnológicos e Wearables - a moda inteligente das tecnologias vestíveis que abordam a tecnologia aplicada à moda.

Faça parte do nosso trabalho e deixe um comentário para nos mostrar como podemos melhorar. Compartilhe nosso post e ajude a divulgar o blogModacad.

Aproveite também para acessar o Modacad App e conhecer nossos modelos com moldes para o corte e costura. Faça mais! Experimente tecidos nos modelos para fazer suas criações.
O acesso é gratuito e ilimitado!

Acompanhe também nossas redes sociais no Instagram, Linkedin, Facebook, Pinterest e canalModacadYoutube

Author image
Lívia é a pesquisadora e roteirista da dupla. Telma é a redatora e curadora dos temas.