Modacad - Blog para confecções estilistas e modelistas | BlogModacad

Ver tecidos em modelos | Moldes de roupas | Pesquisa de moda - Modacad

Alfaiataria Feminina e a conquista das mulheres dos meios de produção de riqueza e poder

O mundo de códigos e condutas sociais faz do ato de se vestir símbolo de status social. Como ja falamos aqui no blogModacad, a alfaiataria masculina passou por grandes mudanças no início do século XIX.

Laços, babados, meias de seda, saltos e perucas que faziam parte do estilo masculino da nobreza, deram lugar a um novo estilo masculino, com peças mais discretas e mais elegantes, acompanhando a inclusão de intelectuais e da burguesia industrial neste seleto grupo dos protagonistas do poder.

"Percorrendo um caminho muito parecido, a alfaiataria feminina também passou por muitas transformações, a partir do início do século XX. Afinal, estas transformações também eram o reflexo de mudanças mais profundas da participação feminina nas áreas executivas da sociedade.

O estilo luxuoso das roupas femininas dos séculos anteriores era um retrato das limitações da participação da mulher na esfera pública da vida em sociedade. Portanto, estamos falando de um estilo de roupas impraticável para fazer esportes, caçar, trabalhar e se divertir, porque estes comportamentos eram mui to restritos para as mulheres

Esse movimento de transformação do dress code feminino tem seu tímido início quando as mulheres começam a quebrar alguns padrões de comportamento limitante, como por exemplo, quando começam a praticar esportes em público. As primeiras calças femininas foram desenhadas para a prática do ciclismo. E as calças femininas desde então, aparecem como marco de mudanças de comportamento, em diferentes momentos da história.

O fato é que a história das mudanças da alfaiataria feminina anda lado a lado com a história das mudanças de comportamento feminino no mundo e com a história das conquistas de espaço social e profissional pelas mulheres. Quando este movimento ganha corpo, mudanças de comportamento que mudam o estilo se misturam com mudanças de estilo que mudam o comportamento."

Telma Barcellos

Neste contexto, alguns estilistas como Coco Chanel e Paul Poiret se destacam pela ousadia de trazer ítens do guarda roupa masculino para o guarda roupa feminino, abrindo as portas do dress code profissional masculino para as mulheres. Eles foram sujeitos de mudanças do estilo que provocaram importantes mudanças de comportamento.
.

blogModacad-alfaiataria-Paul-Poiret Modelo de saia e paletó produzido por Paul Poiret (Fonte: anordinarylifestylebook)

.
A História da Calça e História do Blazer feminino são testemunhos desta conquista feminina, que vai além da grande transformação do guarda roupa das mulheres, porque são também o reflexo da grande transformação do papel das mulheres na sociedade.

Impossível falar da história da Alfaiataria feminina sem falar de Coco Chanel.

"A estilista vê como o máximo da elegância a leveza de uma roupa que proporciona a liberdade de movimentos, junto com a simplicidade das linhas e cortes dos tecidos. Este conceito estético está em contraposição direta à ostentação da suntuosidade das roupas da época, que Channel achava serem uma exposição das mulheres ao ridículo, com seus imensos chapéus, que sequer cumpriam a função de proteger a cabeça.

Esta posição era tão disruptiva e libertadora que dificilmente encontraria adeptas tão corajosas, num primeiro momento. Channel começa a mudar o mundo, mudando primeiro as suas próprias roupas. Acontece que suas atitudes e suas roupas agradam a um grande número de mulheres e, atendendo a pedidos, ela começa a produzi-las profissionalmente.

Com a evolução de sua vida executiva e profissional no mundo da moda, ela começa a usar peças da alfaiataria masculina, com adaptações criativas para ajusta-las a um corpo feminino e delicado. De novo, a surpeendente aceitação das mulheres na época, fez com que ela começasse a criar estas peças para as suas coleções. Com este trabalho Channel criou ícones da alfaiataria feminina, como o tailleur por exemplo, reproduzidas na moda durante décadas, até os dias de hoje.

Com sua ousadia e criatividade, ela libertou os movimentos e os constumes, criou muita beleza nos períodos de abundância e de escassez, incluindo os períodos em torno das duas grandes guerras mundiais."

Telma Barcellos
.

blogmodacad-calca-coco-chanel Coco Chanel foi uma das primeiras estilistas a criar modelos inspiriados na alfaiataria masculina para as mulheres (Fonte: Folha de São Paulo)

.
Este novo estilo de Channel, criado a partir da alfaiataria masculina, se popularizou durante o período da Primeira Guerra Mundial, quando as mulheres precisaram de roupas elegantes, mas também funcionais, para ocupar as vagas de trabalho executivo, antes ocupadas exclusivamente por homens. A adaptação das roupas de alfaiataria masculina para as mulheres foi uma solução que já estava à mão e se encaixou como uma luva neste cenário.

A combinação dos cortes mais esguios, com tecidos encorpados, deixava as mulheres com uma imagem mais austera e adequada ao ambiente de trabalho. Contrastavam com o estilo romântico que dominava a moda feminina na época, inadequado para o exercício de funções que exigiam tomada de decisão e firmeza. O novo estilo era compatível com o perfil profissional das funções que estas mulheres exerciam.
.

blogModacad-alfaiataria-alfaiataria-feminina-primeiras-pe-as Os terninhos, tailleurs e, principalmente, as calças femininas conquistaram as mulheres (Fonte: blogsigbol)

.
A partir daí a alfaiataria entrou de vez no guarda-roupa feminino, sem volta. O uso de blazers bem cortados, camisaria e, principalmente, das calças femininas se tornou comum entre mulheres elegantes, aparecendo nos desfiles das grandes marcas da moda e no cinema.

Na evolução da história da alfaiataria feminina vale destacar outros dois grandes estilistas que são até hoje referências nesse estilo, Cristóbal Balenciaga e Yves Saint Laurent.

Cristóbal Balenciaga foi um dos maiores nomes da história da moda criando novas silhuetas e construindo peças consideradas como verdadeiras obras de arte.

blogModacad-alfaiataria-feminina-balenciaga2 Vestido de Cristobal Balenciaga feito em tafetá de seda em 1955 e uma versão em raio x do modelo (Fonte: Nick Veasey - FFW)

.
Com técnica precisa e perfeccionista, suas criações tinham estilos variados. Criava peças feitas para realçar as curvas do corpo e outras com formas e volumes que desconstruiam a silhueta feminina, criando estilos inéditos e muito originais.
.

blogModacad-alfaiataria-feminina-balenciaga Modelos de alfaiataria da grife Balenciaga nos dias de hoje (Fonte: rolanb - flickr)

.
A verdade é que as roupas feitas por Balenciaga refletiam o domínio que o costureiro espanhol tinha da alfaiataria. Diferente de outros criadores, além de criar e desenhar os modelos, Cristóbal cortava os tecidos, fazia as provas das peças e costurava suas criações.
.

blogmodacad-modelos-balanciaga Os modelos de Balenciaga podem ser considerados obras de arte (Fonte: Cristobal Balenciaga Museoa)

.
O estilista Yves Saint Laurent em 1966 apresentou pela primeira vez um smoking feminino. Foi um marco na história da alfaiataria feminina incorporar uma peça da alfaiataria ainda de uso exclusivo masculino. Por ser o smoking um traje de gala, estava intimamente ligado à ideia de poder masculino e à ideia de eventos com dress code rígido, com estilos muito distintos para homens e mulheres.

Foi um acontecimento no mundo da moda e a aceitação das mulheres foi fantástica! Apesar da forte imagem de virilidade do look, o conjunto esbanjava feminilidade e poder em sua apresentação editorial.
.

blogModacad-alfaiataria-feminina-Terno-feminino-Yves-Saint-Laurent Um dos modelos de alfaiataria mais famosos foi o Smoking feminino lançado por Yves Saint Laurent (Fonte: Fonte: Helmut Lang - Sorella Design)

.

Do terninho básico às reinterpretações ousadas de blazers, coletes, calças e camisas, a alfaiataria feminina aninhou-se no fundo de armário de toda mulher urbana e contemporânea. A roupa clássica, de qualidade, elegante e funcional ganhou a adesão das saias na altura do joelho e dos vestidos de linha reta. A aposta certeira e atemporal resiste impassível às turbulências, abotoando a silhueta delicada e feminina com um código indiscutivelmente sedutor.

Raquel Medeiros

No início da sua história, a alfaiataria feminina sempre esteve intimamente ligada ao ambiente profissional, mas com o passar das décadas, ela ganha espaço na moda e passa a vestir as mulheres em todas as ocasiões.
.

blogmodacad-alfaiataria-looks-inverno-1 Modelos atuais da alfaiataria feminina (Fonte: Chata de Galocha / Camila Coelho / Gabriela Ganem - Dica de Mulher)

.
Atualmente, blazers, spencers, saias, vestidos, calças, bermudas e até os shorts com corte de alfaiataria são usados tanto em eventos formais, quanto em produções criativas, misturadas com peças da moda casual, trazendo uma ar sofisticado e elegante para variados estilos.
.

Tipos de trajes da alfaiataria feminina

.

Tailleur

O Tailleur é o conjunto criado com blazer e saia, por isso é um traje exclusivamente feminino. Mesmo quando um tailleur é feito com calça atualmente, o que o distingue de um terno é o estilo marcadamente feminino, com blazers mais curtos, às vezess sem lapela, com cortes mais retos ou bem acintados, acompanhando a moda.

Tailleurs são feitos com tecidos e acabamentos impensáveis na alfaiataria tradicional, como tiras bordadas com pedrarias, tecidos em cores, padrões ou texturas bem femininos e botões que mais parecem ricas bijouterias.
.

blogModacad-alfaiataria-feminina--tailleur Modelos de Tailleur (Fonte: Mundo das Tribos)

.
As peças do Tailleur podem ter modelagens afinadas com a moda do momento, com golas, lapelas e bolsos de variados tipos, ombros marcados ou não, saias com diferentes comprimentos e calças fora do padrão da alfaiataria tradicional, como por exemplo, a calça cigarrete.

Terninho

O terninho é a versão feminina do terno. O conjunto de blazer e calça, ou saia, é adaptado à modelagem feminina, mas seus modelos estão alinhados à alfaiataria tradicional, isto é, à alfaiataria masculina.

Desde o corte dos blazers, os modelos de bolsos e lapelas, bem como os tipos de calças de modelos mais tradicionais, os terninhos tem um estilo sério e elegante e por isso são muito usados em eventos formais ou profissionais.

Por estas qualidades é considerado um clássico no guarda roupa feminino atualmente.
.

blogmodacad-terninho Modelos de terninho (Fonte: AlexanderImage / Deagreez / freemixer - iStock)

.
Mas nem por isso os terninhos precisam ter um look menos feminino. O dress code feminino é menos formal do que o masculino e podemos usar nossos terninhos com blusas de malha, nossos blazers com acessórios nas lapelas, como flores e laços, enfim, usamos nossos terninhos com "licença poética" para quebrar padrões e inovar com as novidades da moda do momento.

Blazer feminino

Como no caso da peça masculina, o blazer feminino é um paletó com corte e tecido encorpado de alfaiataria. É uma peça solo, para ser usada com saias, calças, bermudas e vestidos.
.

blogmodacad-blazer-alfaiataria Modelos blazer (Fonte: Igor Link Pixabay / Amaro / Pxhere )

.
Muitas mulheres combinam esta peça com roupas da moda casual bem descontraídas como as calças jeans, shorts, vestidos e saias de modelos e volumes bem diferentes dos de uma peça de alfaiataria. Como por exemplo, vestidos e saias feitos em tecidos ou malhas fluidos, em comprimentos inusitados, como o micro ou o longo. Estas combinações quebrando os padrões do dress code da alfaiataria são originais e descontraídas.

Spencer

O spencer é um blazer ou jaqueta, mais curto, quebrando os padrões da alfaiataria tradicional. Nasceu da ideia de um paletó de fraque masculino, cuja calda foi cortada.

Hoje esta peça está presente quase que exclusivamente na alfaiataria feminina. Com corte e modelagem da alfaiataria dos blazers, seus comprimentos podem variar entre um pouco abaixo ou acima da cintura e muitas outras variações foram incluídas.
.

blogmodacad-spencer-feminino Modelos de Spencer (Fonte: Heckelverri)

.
O comprimento das mangas pode variar de compridas a três quartos. Pode ser feito com ou sem lapelas. Pode ser feito com modelos de bolsos fora do estilo da alfaiataria tradicional. Pode ser feito com tecidos encorpados que não são da alfaiataria tradicional, com acabamentos da moda como tiras bordadas, rendas e muitos outros.

Pode ser uma peça solo para ser usada como o blazer, ou fazer parte de tailleurs.

Vestidos de alfaiataria

São os vestidos feitos com tecidos mais encorpados, com cortes delineando as formas do corpo, com modelos discretos e elegantes. Em ambientes formais e profissionais são usados com blazers, spencers e até com paletós de comprimento três quartos.
.

blogmodacad-vestidos-alfaiataria Modelos de vestidos de alfaiataria (Fonte: brooksdona / crissakaue / qvestido)

.
Em eventos e ambientes informais, são usados sem paletós e podem ser feitos em tecidos encorpados como os da alfaiataria, mas em cores, padrões de estampa e textura mais descontraídos.

Calça de alfaiataria

As calças de alfaiataria em sua grande maioria são retas e vincadas. Geralmente elas são feitas com tecidos mais encorpados que fazem toda a diferença no bom caimento das calças.
.

blogmodacad-calca-de-alfaiataria Modelos de calças de alfaiataria (Fonte: Pitanga SP / SB Store)

.
As técnicas e elementos de alfaiataria podem ser usados para produzir diversos tipos de calça, como as pantacourts, pantalonas, cigarrete, entre outras.

Shorts e bermuda de alfaiataria

As bermudas de alfaiataria geralmente seguem as características das calças como o tipo de cós na cintura, os tipos de bolsos, eventualmente a presença de pregas ou machos, os tecidos mais encorpados, os tipos de botões, zippers, etc. Por exemplo, barra italiana, bolso faca e abotoadura dupla.
.

blogmodacad-shorts-e-bermudas-alfaiataria Modelos de shorts e bermudas (Fonte: exclusivaboutique / uniquealfaiataria)

.
Seguindo estes mesmos padrões, os shorts de alfaiataria se diferenciam das bermudas basicamente pelo comprimento. Ambos são usados em looks mais casuais, mas dão um toque especial de elegância.

Gostou deste post sobre "Alfaiataria Feminina e a conquista das mulheres dos meios de produção de riqueza e poder"?

Não perca o nosso próximo post "Tecidos mais usados na Alfaiataria".

Não deixe de conferir também o primeiro post desta série sobre Alfaiataria "O que é Alfaitaria e qual é a sua origem" e as continuações no post "Alfaiataria Masculina e a representação do status social de reputação e poder aquisitivo" e no post "Tipos de traje de alfaiataria e em que ocasião cada uma deve ser usada".

Faça parte do nosso trabalho e deixe um comentário para nos mostrar como podemos melhorar. Compartilhe nosso post e ajude a divulgar o blogModacad.

Aproveite também para acessar o Modacad App e conhecer nossos modelos com moldes para o corte e costura. Faça mais! Experimente tecidos nos modelos para fazer suas criações.
O acesso é gratuito e ilimitado!

Acompanhe também nossas redes sociais no Instagram, Linkedin, Facebook, Pinterest e canalModacadYoutube

Author image
Lívia é a pesquisadora e roteirista da dupla. Telma é a redatora e curadora dos temas.